Os princípios que orientam a exposição de longa duração do Museu de Congonhas partem da pluralidade de significados e relações do sítio do Patrimônio Mundial - o Santuário do Bom Jesus de Matosinhos - e de suas práticas sociais, culturais e religiosas. 

 

Por meio de recursos facilitadores de apropriações cognitivas, intelectuais, estéticas, sensoriais e emocionais, as exposições mostram: expressões da fé no passado e no presente; o sentido de exteriorização da devoção – como as peregrinações e os ex-votos (objetos oferecidos em agradecimento por graças alcançadas) –; o Santuário como obra de arte; além de manifestações artísticas e ofícios do barroco mineiro.

 

O circuito expositivo propõe distintas leituras do acervo do Santuário. São abordadas a história de sua construção, suas conexões com outros lugares de peregrinação e seus significados iconográficos, religiosos e artísticos. Também são tratadas as formas de apropriações desse patrimônio pela literatura, fotografia e cinema.

 

A exposição de longa duração do Museu de Congonhas tem como referência o patrimônio preservado in situ no Santuário do Bom Jesus de Matosinhos.

 

 

Coleção Márcia de Moura Castro 
 

A colecionadora Márcia de Moura Castro dedicou-se por mais de meio século a reunir objetos de arte sacra e da religiosidade popular. De sua coleção, um conjunto de 342 objetos composto por ex-votos e santos de casa, foi adquirido em 2011, pelo IPHAN, e cedido ao Museu de Congonhas. Esses artefatos da fé católica, expostos em uma das salas do Museu, estabelecem um diálogo vigoroso com o acervo de ex-votos da Sala dos Milagres do Santuário do Bom Jesus de Matosinhos.

 

 

Coleção Fábio França
 

A biblioteca do Museu de Congonhas disponibiliza ao público acervo relevante sobre Congonhas, o Santuário do Bom Jesus de Matosinhos,  o barroco e a arte sacra do período colonial. Em destaque, a coleção reunida por mais de quatro décadas pelo professor Fábio França, composta por livros raros, publicações de interesse geral e acervo notável sobre a arte barroca, o barroco mineiro, a vida e obra de Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho.

Please reload