Segunda oficina do Programa de Formação em Mídia estimulou imaginação e criatividade

O que é narrativa? Como criar experiências imersivas dentro da sala de aula?  Criação de personagens e cenários, aprendizado de diferentes suportes narrativos (jogos, vídeos, animações, cardgames), esses foram apenas alguns temas trabalhados na oficina “As Estratégias da Narrativa”, ministrada de forma descontraída e interativa, pelo professor Rian Rezende (5D Magic, PUC-Rio) e pela colaboradora Sabrina Araújo, de 23 a 26 de maio, no Museu de Congonhas. Durante o curso, os educadores puderam aprender uma seleção de teorias e colocar em prática as técnicas voltadas para a exploração da narrativa como recurso didático na educação.

Rian Rezende disse que conseguiu alcançar o objetivo da oficina com os professores. “Eles conseguiram trabalhar o que eu chamo de teoria e prática, sempre uma intercalando com a outra. Aliando o viés de narrativa com o educacional, e até com os elementos da oficina anterior. Foi maravilhoso ver que com a integração desses elementos, eles conseguiram criar algo novo”.

 

A professora Dayane Meireles da Silva, da Escola Mosenhor Rafael, de Miguel Burnier, achou o curso de extrema importância para as didáticas da sala de aula. “O curso é bom para mostrar o quanto podemos ser criativos dentro da sala de aula, às vezes ficamos muito presos em livros didáticos e em cumprir um conteúdo, e nesses dias vimos que podemos cumprir esse conteúdo de uma maneira diferente, sem giz, quadro e exercícios. Através da imaginação da narrativa, os alunos poderão aprender de uma forma melhor e mais lúdica o conteúdo aplicado. Com certeza usarei tudo que aprendi na sala de aula”.

Oferecido pelo Museu de Congonhas, em parceria com a Prefeitura Municipal e Secretaria Municipal de Educação e com os patrocínios da Gerdau e da Cemig, esta última por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Governo de Minas Gerais, o Programa de Formação de Educadores em Mídia-Educação busca contribuir para que os educadores Congonhas e dos distritos de Pires e Lobo Leite, além de Mota e Miguel Burnier, distrito de Ouro Preto, se apropriem de conhecimentos e metodologias do uso das Novas Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs) em sua prática profissional, de modo a transformar e atualizar a experiência da sala de aula vivida por professores e alunos, tornando-a mais interessante e eficaz.

A expansão do projeto foi possível graças à recém-firmada parceria com a Gerdau. De acordo com o diretor da Gerdau Mineração, Aloysio Carvalho, diretor executivo de Mineração da Gerdau, presente no lançamento, o programa representa uma nova maneira de levar o conhecimento e o aprendizado para as crianças, por meio da capacitação dos professores.

Fonte (Comunicação Museu de Congonhas)