Danilo Caymmi se apresenta no primeiro evento do projeto “De conversa em conversa”

O Museu de Congonhas viveu uma noite memorável nessa terça-feira, 5 de setembro, com a realização do bate-papo musical com o cantor e compositor Danilo Caymmi e o violonista Davi Mello, com mediação do professor, pesquisador e escritor Júlio Diniz (PUC-Rio). O evento “De conversa em conversa” abriu um debate sobre a influência do Manifesto Antropofágico para Danilo Caymmi e para grandes músicos brasileiros como Tom Jobim e Dorival Caymmi.

Danilo falou também sobre o cenário atual da produção musical, da luta dos artistas pelo direito autoral, entre outros assuntos da área. O cantor contou de forma bem humorada histórias vividas junto com os mestres da Música Popular Brasileira. O bate-papo foi recheado com sucessos da MPB interpretados ao vivo como a canção “Andança”, de Danilo Caymmi, que atravessa gerações. As canções despertaram lembranças no público que respondeu cantando junto com os artistas. “Esse projeto é uma mistura de entretenimento com cultura que tem a participação da plateia. Tudo de forma leve e lúdica”, explicou Danilo.

A pedagoga Marta Guimarães esteve presente no evento e achou um momento imperdível. “Venho com maior alegria prestigiar, pois acho que esse momento de cultura é ímpar. O que eu vi aqui vai ficar eternizado pra sempre na minha memória, fico imaginando como foi à vida de Danilo e dos artistas, assim como a cultura e a inteligência que ele tem. Estou muito feliz por Congonhas ter um espaço como esse que propicie esse tipo de entretenimento”, disse.  

O Museu de Congonhas irá receber outros grandes artistas no projeto de “De conversa em conversa” no próximo ano.

Fonte (Comunicação Museu de Congonhas)