Exposição Fotográfica Centenário Zé Arigó


A fotografia se mantém como um instrumento fundamental para explicar períodos e construir vínculos com o passado

No encerramento sobre as comemorações do Centenário de Zé Arigó, o Museu de Congonhas organizou uma Exposição Fotográfica nesta noite de quarta-feira, 24 de novembro.

De acordo com Lourdes Maria Coordenadora de museus: “A exposição Zé Arigó foi realizada com muito carinho pela FUMCULT e o Museu de Congonhas para celebrar essa data tão importante que é o Centenário Zé Arigó. A exposição mostra, através de fotos, um pouco da trajetória do congonhense Arigó, que foi tão importante para nossa cidade. A exposição conta também com uma escultura do médium feita pelo artista local, Luciomar”.

“A exposição ficará por um período de aproximadamente 03 meses no Museu de Congonhas, aguardando a visita de todos. Após esse período, a exposição irá para a cidade de Ouro Preto, a pedido Secretaria de Cultura e Turismo.” Completa Lourdes Maria.


É importante ressaltar que essa exposição guarda todo um acervo histórico, social e cultural da cidade de Congonhas expressando os mais diversos sentimentos entre parentes, amigos e visitantes tentando assim, traduzir uma época que se comunica com o público presente.

“Foi uma noite maravilhosa, não consegui dormir tão cedo de tanta alegria e orgulho que tinha dentro de mim. Ser sua neta, e ter os seus traços é um dos maiores orgulhos que tenho na vida meu Vô! E eu sei que o Senhor está sempre comigo! Escutar todas as histórias que a Leida viveu com ele, me acendeu uma luz, onde prometi a mim mesma que ele nunca será esquecido, e onde eu estiver, vou ter o orgulho de contar sua história.” Isabella Freitas, neta de Zé Arigó.

Ao abrir a palestra da escritora Leida de Oliveira, o Exmo. Sr. Prefeito Dr. Cláudio Antônio de Souza fez uma citação do filme Blade Runner além de salientar: “foi uma pessoa onde a vivência dele em Congonhas deixou seu legado bem difundido no planeta”.


A Exposição fotográfica encontra-se aberta ao público de terça a domingo das 09h00 às 17h00 no Museu de Congonhas, Alameda Cidade Matozinhos de Portugal nº77, Basílica.



86 visualizações0 comentário