Prosa na Janela contará a história do médium Zé Arigó

A história do médium José Pedro de Freitas, conhecido popularmente como Zé Arigó, será contada pelos atores do grupo de teatro Dez Pra´s Oito, nesta terça-feira 1º de agosto, no Museu da Imagem e Memória (Ladeira), às 20h, abrindo o “Mês do Aleijadinho”. O grupo pretende surpreender o público, para que passem a dimensionar a importância desse grande fenômeno clamado em sua época de “oitava maravilha do mundo”.

Para os espiritualistas, essa foi a primeira manifestação do médico alemão Dr Fritz, no qual Arigó incorporava seu espírito para realizar as cirurgias. Para Congonhas foi um momento de grande projeção, já que políticos importantes, artistas famosos e pacientes de todo o mundo vieram para serem atendidos pelo médium. Para as pessoas mais simples, Arigó era um pai carinhoso, sempre preocupado em diminuir o sofrimento do próximo. Segundo as pesquisas, os dons mediúnicos de Zé Arigó se manifestaram ainda na infância, mas a família católica não entendia ou aceitava a situação. 

 

Exposição no Museu da Imagem e Memória

O médium possui uma exposição permanente no Museu da Imagem e Memória (Ladeira). Entre os itens que compõem o acervo estão cartas psicografadas, cartas de médicos que haviam desenganado seus pacientes, mas indicavam a intervenção de Arigó como última solução, utensílios usados pelo médium nas cirurgias e fotos.