Com música, arte e fé Congonhas e Ouro preto celebram o nascimento do Mestre do Barroco

Para marcar os 280 anos de Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho, um dos maiores artistas brasileiros de todos os tempos, Congonhas e Ouro Preto se uniram para comemorar, com uma extensa programação cultural, que está acontecendo durante todo o mês de agosto, os grandes feitos e o legado que o artista deixou nestas cidades mineiras que são referência do período barroco.

Nesta quarta-feira, 29, data em que se comemora o aniversário de Aleijadinho, de acordo com os registros de Batismo, o Museu de Congonhas recebe de volta o quadro original do artista, que estava emprestado ao Museu de Arte de São Paulo (MASP) para uma exposição. Além deste retorno simbólico, que representa a volta do mestre para a casa, Minas Gerais, onde o escultor deixou um dos mais importantes conjuntos de arte barroca do mundo. Ouro Preto, como uma cidade irmã de Congonhas, recebe o Coral Cidade dos Profetas, que apresenta um concerto Especial de Música Colonial, acompanhado por solistas e Orquestra, às 20h, na Igreja São Francisco de Assis, considerada também uma das obras primas de Aleijadinho.

 

O Coral Cidade dos Profetas preparou um repertório único para ocasião com as músicas, Kyrie Missa em Fá Maior; Glória Missa em Fá maior; Credo Missa em Fá Maior; Antiphona de Nossa Senhora, todas de Lobo de Mesquita; além de Matinas do Natal Responsório I; Maria Mater Gratiae, de Marcos Coelho Neto; e Magnificat, de Manoel Dias de Oliveira.

 

Homenagens ao mestre

Neste mês já foram realizadas várias atividades culturais em Congonhas: a abertura das exposições “Ó Minas Gerais” e “Lyria Palombini”, ambas no Museu de Congonhas, além de um Pocket Show com o músico Túlio Mourão. Apresentação do Grupo de Dança 1º Ato, com o espetáculo ”Passagem”, no adro da Basílica do Senhor Bom Jesus de Matosinhos. Realização do projeto “Conhecer para Cuidar”, sobre educação patrimonial, e nesta terça-feira, 28, será celebrada uma missa cantada em homenagem a Aleijadinho, com participação do Coral Cidade dos Profetas, na Igreja da Matriz de Nossa Senhora da Conceição, ocasião na qual o Coral relança em todas as plataformas virtuais, o primeiro CD: Missa em Fá de Lobo de Mesquita.

Todas as atividades culturais e celebrações foram preparadas pela Fundação Municipal de Cultura, Lazer e Turismo de Congonhas e pela Secretaria de Cultura e Patrimônio de Ouro Preto, que, unidas pelo legado deixado pelo Mestre do Barroco, consolidam nesta e em outras ocasiões parcerias culturais de sucesso.