05 de dezembro de 2016

Leci Romualdo lança autobiografia no Museu de Congonhas

A congonhense Leci Diniz Romualdo lançou seu primeiro livro, neste sábado, 3, no Museu de Congonhas. A obra “As lindas flores do escuro vale” relata a trajetória da autora desde a infância, sua criação, a formação evangélica e o caminho que ela percorreu na luta para vencer a depressão. O livro foi publicado pela Lesma Editores, de Conselheiro Lafaiete.

O Museu de Congonhas tem sido palco para o lançamento de diversos livros, inclusive de autores congonhenses. No último mês,foram lançados cinco livros durante a 3ª Festa Literária de Congonhas (FLIC).

“Este livro foi a forma que eu encontrei de chegar as pessoas. Eu ainda estava fazendo terapia, já estava finalizando o tratamento e lembro como se fosse hoje que acordei de madrugada e o Espirito Santo me disse que era para eu escrever a minha história. Há um bom tempo que estou escrevendo este livro. Agora chegou o momento de concretizar este projeto, que desmitifica a depressão e incentiva as pessoas a procurarem ajuda”, explicou Leci.

Segundo a autora, a obra trata o assunto da depressão nos âmbitos clínico e espiritual. O livro contou com a participação de diversos profissionais como psicanalista, psicólogo e psiquiatra. O psicanalista Jaci Toledo, responsável pelo prefácio do livro, esteve presente no lançamento, e foi mediado pelo psicólogo Jonathan Oliveira. A psicóloga congonhense Mirian Piedade também participou do livro escrevendo sobre a o que é a depressão.

Confira as fotos: http://www.museudecongonhas.org.br/imagens


(Fonte: SECOM)