19 de abril de 2016
 
Titane será a atração amanhã no Museu de Congonhas

Cantora trará em seu repertório músicas de seus últimos álbuns e de outros artistas como Gonzaguinha e Chico César.. 

 

A agenda cultural do Museu de Congonhas reserva para esta quarta-feira, 20, o Show da cantora mineira Titane, às 20h, no teatro de arena. O Museu fica localizado à Alameda Cidade de Matosinhos de Portugal (Alameda das Palmeiras), nº 77, na Basílica. Convites a R$ 2. Informações: (31) 3731-3979. Esta será a terceira noite de apresentações da agenda cultural do Museu, que possui eventos programados entre março e dezembro deste ano.

 

Intérprete por excelência, TITANE dedica-se à música brasileira. Ao longo de 30 anos de carreira, 5 discos gravados e um DVD, consolidou-se como porta-voz de autores de diferentes gerações e matrizes culturais, aproximando-se e difundindo também um repertório de tradição oral. É um dos expoentes de uma primeira geração de músicos reconhecidamente influenciada pelo congado mineiro, manifestação artístico-religiosa de Minas Gerais, seu estado de origem, onde permanece radicada. Segundo Luiz Tatit. Titane proporciona uma verdadeira viagem pelas tribos musicais de onde o Brasil retira o que tem de melhor em estética e estilo. O seu canto inteligente vem estabelecendo elos artísticos tão óbvios quanto desconhecidos em nosso próprio país.

 

A cantora atua também como diretora musical de espetáculos, a exemplo dos musicais Galanga Chico Rei (de Paulo César Pinheiro) e Zumbi (de Boal, Guarniere e Edu Lobo), ambos dirigidos por João das Neves. Neste instante, circula como artista convidada do espetáculo Terreiro, do Grupo de Dança Primeiro Ato, entrando em cena com os bailarinos e colaborando coreograficamente.Em Congonhas, Titane estará acompanhada dos músicos Rogério Delayon (violão e guitarra) e Sérgio Silva (percussão), apresentando um repertório selecionado entre as canções que formam seus 3 últimos discos – Sá Rainha, Ana, Titane e o Campo das Vertentes, passeando por diversos autores como Chico César e Pereira da Viola, Sérgio Pererê e Makely Ka, Paulo César Pinheiro e Gonzaguinha.